quarta-feira, 13 de março de 2013

INTROSPECÇÃO


INTROSPECÇÃO

 
 
Ocultar no ser
A dor da saudade
Insurgir por temer
Encontrar a verdade

Transcender o amor
Relutar em chorar
Esquecer teu sabor
Consentir em calar

Hoje amargurado
Não há realização
Sentimento ceifado
Outrora tanta emoção

Flor-Paixão em semente
Semeada na ilusão
Regada com desejo ardente
Em enganar o coração

Admirável, contida e bela
Encravada n’alma ferida
Inútil lutar por ela
Flor-desilusão colhida

Foge-se a tudo, querido
Sorriso, lágrima, despedida
Quiçá,  permita, o destino
Fugir de si, nesta vida.

Liabel

Direitos autorais reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, aqui você é bem vindo para comentar avontade. Se for criticar, que seja com respeito!

Obrigada Por comentar.